“Em que pé estão as coisas” nessa Bye Week? – Análise de Max Henson para o site oficial do Carolina Panthers.

0

Bye week costuma ter um gostinho de off season. Ao menos é assim que eu experimento essa semana de folga dos Panthers durante a temporada. Os jogadores se recuperam de lesão, alguns ajustes são esperados, os treinos são o mais próximo que chegamos de uma movimentação em campo e o conteúdo de informações gira em torno de análises e especulações.  Pelo menos essa Bye Week apresenta notas bem doces para nós, torcedores dos Panthers. Dada como natimorta por muitos (ou alguns), a temporada de 2017/2018 dos Panthers se não esbanja altivez e austeridade, ao menos se mostra viva e cria expectativas de evolução após a Bye. A equipe que sofreu com a inconsistência do ataque e fez da defesa sua espada, viu nas últimas dua partidas, pós-saída de Kelvin Bejamin (WR1), o renascimento da confiança e a retomada de sua unidade ofensiva.  Cam Newton esta jogando, sorrindo, dançando e ganhando… Combinação pra lá de perigosa!  Esses ingredientes tornam a expectativa para o retorno do time aos gramados ainda maior.

Nesse “mar de nada” que inunda a bye week, o site oficial do Carolina Panthers fez uma análise da temporada até aqui, e nós traduzimos esse conteúdo pra você se iterar e se preparar para o que virá. A análise foi postada no dia 19/11/2017 pelo Staff Writer Max Henson, antes da rodada de domingo, portanto, algumas informações sobre posições em rankings estarão desatualizadas.

 

CHARLOTTE – Atingindo 7-3, os Panthers têm motivos para se sentirem bem durante a bye week. Eles construíram uma série de três vitórias consecutivas e saem de uma de suas atuações mais completas da temporada. Vamos dar uma olhada “em que pé” estão as coisas para Carolina enquanto se preparam para o restante da temporada 2017.

CAMS NEW BEST FRIEND

O ATAQUE EM 10 JOGOS

O que funcionou: Houve inconsistência, e isso era esperado com o quarterback Cam Newton vindo de cirurgia no ombro. Mas Newton parece estar acertando seu passo no momento certo. Ele tem sido extremamente produtivo como corredor (346 das suas 436 jardas vieram nos últimos cinco jogos), e vem de uma performance no Monday Night, na qual atingiu seu record de quatro passes para touchdown nessa temporada. Estamos começando a ver o MVP da NFL em 2015, retornar à sua forma dominante. A escolha de primeira rodada Christian McCaffrey tem sido tão boa quanto prevíamos como recebedor, liderando a equipe com 57 recepções para 433 jardas. E ele mostrou sinais de que está ficando mais confortável no jogo terrestre, computando 4.45 jardas por carregada nos últimos dois jogos. A decisão de negociar o wide receiver Kelvin Benjamin foi controversa, mas deu abertura para evolução do jogo aéreo e corrido. O wide receiver Devin Funchess cresceu desde que passou para a função “X” em tempo integral, após a saída de Benjamin, acumulando 10 recepções para 179 jardas e dois touchdowns nesses dois últimos jogos.  O fim da temporada do rookie wide receiver Curtis Samuel após lesão no tornozelo foi cruel, especialmente porque aconteceu no momento em que ele estava começando a se estabelecer, com um papel mais claramente definido.

O que precisa melhorar: Antes da atual série de vitórias de três jogos, os Panthers estavam realmente lutando para executar as jogadas com eficiência – o que sempre foi um trunfo – e proteger Newton, que havia sido “sackado” 22 vezes em 7 jogos. Mas a linha ofensiva mostrou sinais de melhora. Carolina permitiu apenas um sack nos últimos três jogos (empatado como um dos times que menos cederam sacks nesses 3 jogos), e a maior parte das 595 jardas terrestres conquistadas foi nesse período. Proteger a “footbola” é outro item de prioridade. Os Panthers passaram apenas três jogos sem ceder turnovers nesta temporada, e o saldo de 7 pontos negativos nesse quesito (Give/Take*) o coloca em 28º lugar na NFL.
Reforços a caminho? O tight end Pro Bowl, Greg Olsen está fora da equipe desde a semana 2 com um pé quebrado, mas ele está visando voltar às ações após a bye. Olsen traz tanto à mesa, e seu retorno será um tremendo impulso. O speedy wide receiver Damiere Byrd é outro programado para sair da lista de injured reserve num futuro próximo. O center Pro Bowl, Ryan Kalil, lutou contra uma lesão no pescoço ao longo do ano, e ele trabalhou incansavelmente para voltar ao campo. O center backup Tyler Larsen provou que pode fazer o trabalho, mas os Panthers gostariam de ver Kalil, com sua experiencia de veterano, retornar para a formação.

TAMPA, FL - OCTOBER 29: Luke Kuechly #59 of the Carolina Panthers celebrates with teammates after an interception in the fourth quarter of a game against the Tampa Bay Buccaneers at Raymond James Stadium on October 29, 2017 in Tampa, Florida. The Panthers defeated the Bucs 17-3. (Photo by Joe Robbins/Getty Images)

A DEFESA EM 10 JOGOS

O que funcionou: Quando você é o No. 1 no ranking geral de defesa a essa altura da temporada, muita coisa funcionou.
Todas as semanas, os Panthers dizem que tudo começa com “defender a corrida”, e Carolina tem sido excelente nesse aspecto, permitindo apenas 80,6 jardas por jogo – a segunda melhor na liga. Eles ainda não permitiram um corredor passar das 100 jardas.
A partir daí, os Panthers estão alcançando o quarterback e mandando pressão de todos os ângulos. Os 29 sacks que conseguiram, colocou a equipe em segundo lugar no ranking. Combine isso com a taxa de 35,5 % de conversão de terceiras decidas cedidas para os adversários, e você tem uma receita para o sucesso da defesa que “carregou” a equipe na maior parte da temporada.

Precisa melhorar: Takeaways, takeaways, takeaways *. Carolina produziu nove deles. Apenas cinco equipes produziram menos.
Mas talvez a segunda metade do ano tenha uma história diferente. Nos últimos três jogos, os Panthers forçaram cinco turnovers, incluindo três contra os Buccaneers na Semana 8.
Turnovers muitas vezes fazem a diferença nos jogos, e podem fazer a diferença na temporada de Carolina.

* Giveaway Quando o ataque perde a posse de bola para a defesa adversária através de um fumble recuperado ou de uma interceptação.

* Give/Take Medição do saldo obtido entre Takeaway/Giveaway.

Llink para a matéria original, postada no site oficial do Carolina Panthers :
http://www.panthers.com/news/article-2/Where-things-stand-at-the-bye-week/4d44175a-5415-45bc-9d41-12707c5d322e

Compartilhe

Sobre o Autor

Fã dos Panthers desde 2012, tem como ídolos Luke Kuchly, Thomas Davis e Cam Newton.

Comente