[História] – DeShaun Foster

0

Quando a Panther Nation pensa em jogadores que poderiam ter dado muito mais por nossa franquia, caso não tivesse se lesionado, inevitavelmente, o nome do terceiro maior corredor da nossa história vem a mente, DeShaun Foster. Apesar de nunca ter ultrapassado as 900 jardas em uma temporada, teve grande importância e até certa superação. Ele teve lesões sérias em 3 das suas 4 primeiras temporadas e uma vez perguntado “por que isso ocorria?” respondeu “porque tem 11 caras em campo querendo me derrubar e todos eles são maiores e mais pesados que eu.”

Deshaun nasceu em Charlotte, Carolina do Norte em 10 de janeiro de 1980. Cursou o ensino médio na Tustin High School em Tustin, Califórnia. Se destacou ao longo de toda sua carreira nessa escola, nos dois esportes que jogava, basquete e futebol americano. Na sua última temporada, correu para 3398 jardas e estabeleceu o recorde do estado com seus 59 (54 corridos) touchdowns. Esses números levou o mesmo a receber a honraria de Player of the Year pelo jornal USA Today. Ainda nessa temporada levou seu time ao CIF championship game (algo como a “Grande Final” entre as escolas da Califórnia), nesse jogo correu para 377 jardas e 4 TDs mas acabou perdendo para a escola que tinha como QB Carson Palmer (Santa Margarita).

Com diversas honrarias recebidas ao longo de sua carreira colegial, foi recrutado pela UCLA, já com status de game-changer. Logo na sua primeira temporada em 1998 como True Freshman, correu para 673 jardas e 12 TDs, sendo o primeiro calouro a liderar o time em jardas corridas desde 1993. Em 1999 ficou limitado a 375 jardas graças a uma lesão no tornozelo. Em 2000 correu para 1037 jardas e 13 TDs, no jogo de estreia contra Alabama ele empatou o recorde com 42 carregadas para 187 jardas e 3 TDs.

Na sua senior season em 2001, DeShaun liderou a Pac-10 com a média de 138.6 jardas por jogo, TDs corridos (12) e TDs totais (13). Correu para 216 carregadas e 1109 jardas (sendo o 10º da história da UCLA), além de ser o primeiro Bruin a atingir a marca de 1000 jardas com no máximo 7 jogos (ele só jogou 8 nessa temporada). Em 13 de outubro, jogando contra o Washington ele teve o jogo da sua carreira universitária, estabelecendo o recorde de jardas corridas (301) e TDs em uma partida (4), os dois acabaram sendo quebrados por Maurice Jones-Drew. O último TD marcado pra estabelecer o recorde foi uma corrida de 92 jardas, segunda maior da história da UCLA.

Após temporadas impressionante como um Bruin, Foster foi draftado no começo da segunda rodada do draft de 2002. De novo, chegando com status de game-changer, após uma promissora pre-season, ele acabou se lesionando num jogo de pré-temporada contra os Patriots e perdeu a temporada.

Em 2003, ao retornar para uma nova temporada, serviu de complemento para Stephen Davis, tendo sua velocidade combinado perfeitamente com a força de Davis. Terminou a temporada com 113 carregadas para 429 jardas. Mas seu destaque saltou aos olhos durante os Playoffs. No NFC Championship Game contra os Eagles, deu a tranquilidade aos Panthers num jogo que só estava 7-3, com a corrida de 1 jarda mais impressionante da história, dando a vantagem de 14-3 para nossa franquia (1:39 do vídeo). Além disso, correu 33 jardas para o segundo TD dos Panthers no Super Bowl daquela temporada (2:18 do vídeo).

A temporada seguinte começou bastante promissora, mas com diversas lesões em seus starters, DeShaun não foi a exceção e acabou quebrando sua  clavícula num jogo contra os Broncos. Em 2005, ultrapassou seu mentor Stephen Davis e foi nomeado starter. Liderou o time em carregadas (205) e jardas corridas (879). E após um incrível jogo contra os Giants no Wild Card, onde conseguiu 151 jardas, acabou se lesionando no jogo seguinte contra os Bears.

Em 2006, assinou um contrato de 3 anos com cerca 14.5 Mi+4.5Mi de Bônus. E já com DeAngelo Williams pra dividir os snaps, conseguiu manter os números com 227 carregadas para 897 jardas e 3 TDs. Além disso, 3 jogos de 100+ jardas (contra CLE, NO e ATL). Em 2007, teve números similares com 247 carregadas para 876 jardas e 3 TDs, punindo apenas Atlanta com um jogo com número de jardas superior a 100. Ao longo de sua carreira como Panther também conseguiu 998 jardas com 4 TDs.

 


Na temporada seguinte, acabou sendo dispensado pelos Panthers. Foi contratado pelos 49ers para ser a sombra de Frank Gore, tendo números baixos com apenas 234 jardas. Após essa temporada se aposentou e algum tempo depois voltou para UCLA, hoje é o Director of Player Development.

Compartilhe

Sobre o Autor

Estudante de Engenharia Civil, se tornou fã dos Panthers a partir da temporada de 2011, após se impressionar com as atuações do então calouro Cam Newton, o que levou a paixão pela franquia de Carolina.

Comente