O que houve com o Panthers de 2015?

0

Há um ano estávamos comemorando a vitória em cima de Seattle e abrindo 5-0. Após a vitória ficamos mais empolgados ainda com o time e sabíamos que iríamos chegar longe na temporada. Hoje, muitos já jogaram a toalha e alguns até torcem para mais derrotas para ficarmos em uma boa posição no Draft de 2017. Mas o que aconteceu com o Panthers? Como um dia que foi 15-1 na temporada passada está 1-5 agora?

Pass Rush inexistente

kony-ealy-contra-saints

Na offseason, o plano de Dave Gettleman era simples:

  • CJ fica saudável e consegue ainda ser um jogador sólido e importante no pass rush. CJ não está conseguindo se manter saudável e é um jogador sólido apenas nas jogadas de corrida.
  • Kony Ealy finalmente consegue se desenvolver, após uma perfomance fantástica no SB, as expectativas ficaram altas. Mas Ealy não conseguiu chegar nesse patamar… Nem de longe.
  • Mario Addison continua sendo um reserva de respeito e um pass rusher importante. Também não aconteceu.
  • Arthur Miley/Ryan Delaire conseguem finalmente evoluir o seu potencial e se tornar o outro edge rusher reserva. Miley não conseguiu se tornar atlético o suficiente para NFL e Delaire não conseguiu desenvolver suas técnicas.
  • Pra complicar, Kawann Short também não vem jogando o seu melhor jogo. Butler se machucou logo no começo da temporada e foi substituído por Kyle Love que vêm sendo o líder de sacks da linha defensiva. Não espere pass rush de Lotulelei e de Soliai, eles são os nossos NT e sua principal função é parar o jogo corrido, e acredite em mim, eles não tem ido mal.

Olhando apenas para o plano, não parece ser um plano ruim, mas acontece que foi. Eu errei junto com Dave Gettleman. Com os DE’s jogando da forma como estão jogando, não há a menor possibilidade de pensar em playoffs.

Secundária

bradberry-worley-sanchez

Após a saída de Josh Norman, muitos torcedores esbravejaram com Dave Gettleman. Confesso que foi difícil de aceitar, mas resolvi dar uma chance ao GM que nos tirou do salary cap infernal em que nosso antigo GM, Marty Hurney, tinha nos colocado. Gettleman selecionou 3 cornerbacks no Draft e acho que a escolha de James Bradberry foi realmente muito boa. O novato entrou na fogueira e deu conta do recado, o problema foi quando Bradberry se machucou. Logo após a lesão dele, Matt Ryan deitou e rolou em uma semana, Jameis Winston não fez o mesmo porque estava impreciso demais no jogo e Drew Brees também aproveitou.

Olhando assim, parece ser fácil achar os culpados, mas continuo acreditando que Bradberry e Worley tem potencial para ser nossos CBs titulares nos próximos anos, especialmente Bradberry. O que não dá para aceitar é o Safety Tre Boston. Boston está horroroso em todos os jogos, erra tackle, alinhamento errado, é queimado frequentemente e sua leitura de jogo é das mais fracas da NFL. A posição de Safety precisa ser aderaçada no próximo Draft ou na Free Agency.

Linha Ofensiva

Michael Oher é mais importante para esse time do que nós imaginávamos. Após a concussão de Oher, Mike Remmers assumiu a posição de LT e tem sido muito ruim em quase todos os jogos. Por outro lado, Daryl Williams é uma surpresa agradável como RT e poderá assumir a posição quando Remmers for embora.

Mudança de estilo de jogo

A volta de Kelvin Benjamin foi ótima, mas queira ou não, nosso estilo foi alterado após a volta de KB. Na temporada passada, nós jogávamos com pacotes de 2 TE’s ou 2 RBs com muita frequência. Isso causava uma confusão na cabeça do coordenador defensivo adversário. “Eu priorizo a defesa do jogo corrido ou priorizo a defesa do jogo aéreo?” Com uma formação dessas, tende-se a priorizar o jogo corrido principalmente com o jogo terrestre de Carolina ser tão respeitado, e era daí que acontecia as big plays, pois era chamada a Max Protection(todos TEs ou RBs ficavam para bloquear) e Ted Ginn apostava corrida com o cornerback. Resultado quase sempre favorável ao WR.

Hoje em dia, o ataque usa mais a formação de 3 WRs e para big plays sem Max Protection é preciso ter Tackles mais consistentes do que nós temos. Outra explicação porque Cam Newton foi tão sackado nessa temporada. Talvez essa seja uma temporada que podemos usar para reencontrar uma forma de jogar. Mike Shula fez um bom trabalho domingo contra o Saints, mas contra o Saints não podemos levar muito em consideração então prefiro aguardar mais alguns jogos.

Compartilhe

Sobre o Autor

Fã de Carolina Panthers desde 2011, Felipe é programador e se aventura como Running Back nas peladas tentando incorporar o espírito de Jonathan Stewart, mas o máximo que consegue é ser um Trent Richardson. Twitter: @lipevieira

Comente