[Pós-jogo] – Colts @ Panthers

0
Graham Gano: De vilão a herói

Graham Gano: De vilão a herói

Meu coração não aguenta Panthers! No jogo mais emocionante de toda a temporada, os Panthers bateram os Colts na prorrogação por 29-26. Em um primeiro tempo muito fraco tecnicamente por conta da chuva, o placar de 10-6 mostrava uma pequena superioridade dos Panthers.  O primeiro touchdown da noite saiu após uma interceptação do Charles Tillman em cima do Andrew Luck em que o ataque aproveitou com Stewart correndo para a endzone após quebrar tackles.

Com muitos drops e fumbles, o primeiro tempo passou longe de ser um jogo bonito. Mas todas as emoções ficaram pro segundo tempo e prorrogação. No começo do segundo tempo dava a impressão que seria um jogo tranquilo pois ao final do terceiro período, os Panthers abririam a vantagem para 17-6 com um Touchdown de 27 jardas do Greg Olsen.

Na campanha seguinte, Luck lançaria outra interceptação, dessa vez nas mãos do Kurt Coleman que novamente o ataque aproveitaria, dessa vez com o WR Philly Brown, só que o Gano não acertaria o extra point. Faltando 12 minutos para o final de jogo, a vantagem era de 17 pontos para os Panthers e ninguém acreditava que os Colts seriam capazes de correr atrás dessa diferença, aparentemente, nem a nossa defesa que deu muitos espaços e que com o pass rush cansado não conseguia colocar pressão no Luck, que aproveitou e em suas 3 campanhas ele castigou com TD, TD e FG no último segundo para empatar a partida e levar para a prorrogação.

Nessa hora, tudo que a torcida dos Panthers conseguia pensar era naquele extra point perdido do Gano. O que teria acontecido se ele tivesse acertado? Obviamente, os Colts teriam que ter ido para a quarta descida e do que jeito que estavam naquele momento, poderiam ter marcado o Touchdown no segundo final. Agora que já sabemos o resultado final do jogo, fico feliz que ele errou aquele XP.

Vamos para a prorrogação. Os Colts venceram o cara ou coroa e se marcassem touchdown ali, o jogo teria acabado sem Cam Newton ter a chance de vencer a partida. Em um chute ruim de kickoff do Gano, os Colts avançaram até a linha de 45 jardas. Graças a defesa que resolveu aparecer, principalmente com Allen e Kuechly, eles só conseguiriam mais um first down e se contentariam com o FG de 50 jardas de Vinatieri. Nesse momento, o fantasma do SB passou na cabeça.

Agora os Panthers precisam pelo menos conseguir um FG para continuar a partida. Em uma grande jogada do WR Philly Brown, os Panthers avançariam 23 jardas e já colocaria praticamente no meio do campo. Na jogada seguinte, outra bola funda do Newton, dessa vez pro Ted Ginn que tinha em suas mãos a bola do jogo, mas, deixou escapar em um dos drops mais miseráveis dos últimos jogos. Nesse momento, eu falecia pela primeira vez na noite. Greg Olsen apareceria para mais uma recepção de 19 jardas e Ted Ginn receberia uma bola muito mais difícil do que a que ele dropou para um ganho de mais 11 jardas. Apesar da boa produtividade do ataque, só daria para chutar o FG e empatar novamente a partida.

Os Colts tinham a posse de bola e se marcasse qualquer pontuação, o jogo estaria acabado. Esses são os momentos em que se pede proteção divina. E ela veio. Em uma ótima jogada do S Roman Harper, a bola sobrou para o Luke Kuechly interceptar já na linha de 39 jardas de Indianapólis. Apenas um first down e daria tranquilidade para chutar o FG da vitória. Mas não existe tranquilidade com esse time. O ataque conseguiria apenas cinco jardas e Graham Gano teria que acertar o chute de 52 jardas. Se ele errou um XP, vai errar o FG de 52 jardas. Mas não errou. Gano que sairia de campo como vilão virou herói. Nesse momento, faleci pela segunda vez na noite, mas dessa vez de felicidade.

PANTHERS WIN! PANTHERS WIN!

Falem o que quiser desse time, mas esse time sabe como vencer. O WR Jerricho Cotchery falou uma frase importante no final do jogo: “Não devemos lamentar os erros cometidos, uma vitória é uma vitória. Eu sei como é difícil vencer nessa liga e devemos ficar orgulhosos do que fizemos hoje.”

Orgulho é algo que todos torcedores dos Panthers devem ter agora. 7-0 BABY!

MVP da partida:

FS Kurt Coleman – O que esse cara jogou ontem, faz eu repensar a opinião que tinha sobre ele. Melhor jogo dele de longe. 8 tackles, 1 INT, 3 passes desviados.

Notas dos setores:

Quarterback: B
Running backs: B-
Wide Receivers: C
Tight Ends: B-
OL: C+
Linebackers: B+
DL: B-
Secundária: A

Nota de lesão:

O LG Andrew Norwell sofreu um estiramento na parte posterior da coxa e ainda não se sabe a gravidade.

Compartilhe

Sobre o Autor

Fã de Carolina Panthers desde 2011, Felipe é programador e se aventura como Running Back nas peladas tentando incorporar o espírito de Jonathan Stewart, mas o máximo que consegue é ser um Trent Richardson. Twitter: @lipevieira

Comente