[Pós-jogo] – Panthers @ Saints

0

Estamos vivendo um sonho, que espero não acordar antes do último segundo de futebol americano em fevereiro. Antes mesmo de entrar em campo no domingo às 19:25, os Panthers já haviam conquistado o terceiro título de divisão seguido, com a derrota dos Falcons. Um feito de extrema relevância para a história da NFC Sul uma vez que nenhum time havia sido campeão nem por dois anos seguidos antes de 2014.

No entanto, ao contrário dos últimos dois anos, a conquista da divisão foi pouco comemorada tanto por torcida quanto por jogadores. Isso porque, os fãs e os jogadores estão com outros objetivos em mente nessa temporada, porque, sim, nós podemos.

O jogo contra os Saints no Superdome foi, novamente, um dos mais difíceis da temporada, contrariando as expectativas do público em geral. Com um início catastrófico por parte de Carolina, com turnovers e falhas defensivas, a franquia de New Orleans rapidamente abriu 14-0 no placar.

Após o susto, o ataque começou a funcionar com um Cam Newton EXTREMAMENTE inspirado nos passes e nas corridas, marcando dois touchdowns para virtualmente empatar o jogo. Entretanto, tudo parecia conspirar contra a invencibilidade dos Panthers quando o chute de Graham Gano foi bloqueado e retornado para uma conversão de dois pontos pelo adversário.

Após o primeiro tempo conturbado, o jogo retornou com Carolina tomando a frente da partida, mas, sofrendo a virada com falhas de marcação na secundária. Estávamos perdendo para nós mesmos, só um super-herói poderia nos salvar naquele momento. A cada erro da defesa, irreconhecível na partida, nosso herói SuperCAM respondia com uma jogada de cinema. Foi assim por 7, 8, 9 vezes que, no entanto, culminaram em “apenas” 5 touchdowns passados, com os drops de Ted Ginn e as faltas.

O último deles, que virou o jogo ao final do último quarto, fechando o placar em 41×38 e sacramentando a décima segunda vitória consecutiva do único time invicto da NFL, veio  em conexão perfeita com de Tio Cotch com SuperCam, que é agora considerado o líder na corrida pelo prêmio de MVP da liga. Obrigado Marty Hurney, Jerry Richardson e Dave Gettleman por draftarem e renovarem com esse super-herói.

Dab

Destaques positivos:

Super CAM – Mais um jogo com 5TD passados, a despeito de Ted Ginn ter dropado 2 passes que seriam levados até a endzone. Que partida do MVP da temporada.

Kurt Coleman – Mais um interceptação para o jogador, que teve pelo menos uma em cada um dos últimos quatro jogos. É a grande surpresa da temporada.

Greg Olsen – Apesar do fumble sofrido, fato que não ocorria com o TE desde 2011, teve uma partida sensacional conseguindo 129 jardas e a jogada que nos deu a vitória ao agarrar uma bola bem díficil numa quarta descida faltando pouco mais de um minuto para o término do jogo.

 

Destaques negativos:

Ted Ginn Jr. – É raro um jogador que anota 2TD ser o destaque negativo da partida. Mas não tem como não destacar os drops terríveis que Ginn teve na partida que poderiam ter custado a vitória. Espero que isso, que vem se tornando rotina, não se repita nos playoffs.

Collin Jones – “Acho que ficou claro que nosso Safety reserva não vem tendo boas atuações na posição de nickel CB. Esperamos que Tillman volte logo e que Marlowe ou até Cortland Finnegan possam compor melhor o depth da posição”. Havia escrito isso no último pós-jogo e o fato se repetiu no início da partida, sendo ele queimado por Ben Watson para o primeiro TD da partida. Por sorte, Rivera rapidamente identificou o problema e o substituiu por Finnegan que, apesar de ter pouco tempo de trabalho para se ajustar ao playbook e entrosar com os companheiros, teve uma boa partida.

Pass rush – Grande parte do sucesso de Drew Brees no jogo se deveu à inexistência de pass rush , situação semelhante ao primeiro jogo contra os Saints na temporada. Esperamos que apenas a OL do Saints saiba anular nosso pass rush, visto que não jogamos mais com eles na temporada, e que nos próximos jogos a DL volte a fazer barulho.

 

MPV da partida:

Super CAM

 

Notas dos setores:

Quarterback: A+

Running backs: B

Wide Receivers: B-

Tight Ends: A-

OL: B+

DL: C

Linebackers: B+

Secundária: B

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Estudante de Direito, se tornou fã dos Panthers a partir da temporada de 2011, após se impressionar com as atuações do então calouro Cam Newton, o que levou a paixão pela franquia de Carolina.

Comente