Pré jogo: Cardinals @ Panthers

0

panthers-cardinals

E após ganhar de Seattle nos Playoffs de Divisão, Carolina está pela 4ª vez na história na final de Conferência. A vaga da NFC no Super Bowl está entre os Panthers e os Cardinals, que venceram um jogo emocionante em Arizona, com direito a Hail Mary de Aaron Rodgers e jogo da carreira de Larry Fitzgerald. O confronto entre as duas equipes pelo troféu da NFC será entre os dois melhores times da NFL na temporada regular. Esse jogo tem tudo para ser o melhor do ano.

Histórico do confronto

Entre Carolina e Arizona, a equipe de Charlotte tem vantagem de 9-5 (1-1 em Playoffs), apesar dos resultados negativos recentes em temporada regular. Foram derrotas em que Cam Newton foi responsável direto pelas derrotas, um CN1 completamente diferente do que vemos hoje. Palmer sofreu interceptações nesse jogo, mostrando que não é bom em não sofrer turnovers, problema que continua com ele. Nos Playoffs do ano passado, os Cardinals estavam com seu QB #3, Ryan Lindley e mesmo assim causaram problemas aos Panthers, pois tinham uma defesa extremamente sólida, melhor que a desse ano, principalmente a secundária que tinha Mathieu e Cromartie. O ataque terrestre teve bom jogo, como deve ter esse ano.

Histórico final de Conferência

Os Panthers em seus mais de 20 anos de história, jogaram 3 finais de Conferência, perdendo 2 e ganhando apenas 1, contra os Eagles. Pra quem quer saber a história da nossa única vitória em final de Conferência, clique aqui.
As duas derrotas foram contra Packers e Seahawks, em ordem cronológica. A derrota contra Green Bay foi em uma das primeiras temporadas, começamos bem o jogo com turnover de Favre e uma INT do lendário Sam Mills abrimos 10-0. Os erros da defesa, que cedeu quase 500 jardas e diversas Big Plays, combinadas para os turnovers de Collins resultou em uma dolorosa derrota por 30-13. A derrota contra Seattle foi ainda pior, foi um daqueles jogos em que sentíamos falta de um Franchise QB, Dellhomme basicamente entregou o jogo com interceptações que davam aos comandados de Hasselbeck ótima posição de campo, dificultando qualquer bom trabalho pela defesa. O Trabalho de Dellhomme foi tão ruim que o único TD que não foi em Garbage time foi em um retorno de Punt do melhor WR da história da Franquia, Steve Smith. E com isso, os Panthers ficavam pelo caminho de Seattle

Análise do jogo

Será o jogo mais difícil do ano para o time de Charlotte, vide o excelente ataque aéreo desse time e uma defesa experiente que consegue pressionar o QB adversário com uma esquema de Blitz efetivo e forçar turnovers. Entretanto, Cam Newton contra Blitz nessa temporada tem números muito bons, são quase 60% de acerto nos passes e 19 TDs e apenas 3 INT contra esse tipo de jogada, além de suas habituais mágicas com colapsos no Pocket. Muitos analistas dizem que Greg Olsen terá marcação dupla no domingo a noite, e que sem ele Carolina está fadado ao fracasso, mas não é isso que os números mostram. Contra Tampa na semana 4, Olsen teve 2 recepções pra 28 jardas e nenhum TD, mesmo assim Newton e o Resto do ataque conseguiu 37 pontos, mostrando que os Panthers tem o melhor ataque da liga por competência do ataque todo. A defesa de Carolina parece estar preparada para o desafio de Domingo a noite, a linha defensiva finalmente conseguiu pressionar o QB adversário, causando diversos problemas a Russell Wilson, mesmo sendo um QB móvel. Carson Palmer, um QB muito mais parado que Wilson, deve sofrer com diversos sacks e não tenha tempo pra lançar suas big plays para que Carolina chegue ao SB pela segunda vez. O ataque corrido de Arizona é nulo, principalmente por que é claro que David Johnson não está saudável, isso facilita o jogo e torna o ataque de Arizona previsível com passes. A defesa deve ter montado um esquema em que Luke e Thomas Davis auxiliarão Cortland Finnegan a marcar o melhor WR de Arizona, o Slot WR Larry Fitzgerald. Nas mãos de Fitzgerald está a chance de Super Bowl dos Cardinals.

Injury Report

Arizona

Nenhum desfalque

Carolina

Jared Allen (DE) – Fora

Jogadores Chave

WR Jerricho Cotchery – É hora de mostrar porque o apelido de “Clutchery”. Será mais que necessário em um jogo decisivo como o de domingo.

OLB Thomas Davis – O último remanescente da última final de Conferência não quer ter uma derrota. Fará de tudo, como sempre, pra sair vitorioso de campo.

DE Kony Ealy – Com a lesão de Allen, pode demonstrar que o time errou em o colocar no Banco com a volta de CJ, já que vinha em ótima fase. Pode conseguir um Strip Sack que sacramente a vitória e a ida ao Super Bowl.

WR Larry Fitzgerald – Levou o time nas costas contra Green Bay, tentará ter o mesmo sucesso contra os Panthers

WR John Brown – É o principal velocista da equipe e deve alinhar contra o elo fraco da defesa, será um Matchup interessante durante o jogo.

DE Dwight Freeney – Para uma derrota de Carolina é fundamental pressionar e incomodar Cam Newton, sem isso é impossível ganhar dos Cardiac Cats.

Palpite do jogo

Panthers 31

Cardinals 30

#KeepPounding
#PlayForMe
#RumoASantaClara

Compartilhe

Sobre o Autor

Torcedor dos Panthers desde 2004, quando tinha apenas 5 anos, sempre manteve amor pelo time desde lá nunca deixando de divulgar seu amor pelo time mesmo com Jimmy Clausen como QB. QB do SP Tigers tem como grande inspiração o QB Cam Newton e suas corridas malucas

Comente