Ted Ginn Jr. e sua vingança 11 meses depois

0

ted-ginn-touchdown-final-nfc

Ted Ginn Jr. teve uma de suas melhores temporadas da carreira no ano de 2013 em Carolina e após boa temporada, virou um alvo na Free Agency. Acabou indo atrás do dinheiro que Arizona ofereceu e um contrato de 3 anos. Ted Ginn admite que foi atrás do dinheiro, mas com apenas um ano de contrato foi dispensado de Arizona por não ter rendido o que se imaginou dele. E então, Ginn resolveu voltar para casa, Charlotte.

E nada melhor do que provar o seu valor para seu antigo time do que em uma final de conferência. Ginn teve um jogo para guardar na memória. No mesmo drive que teve um bom retorno de punt de 32 jardas, Ted Ginn correu para 22 jardas para marcar o primeiro touchdown da partida, seu primeiro touchdown terrestre da temporada, o terceiro da carreira. Além disso, Ginn também 2 recepções para 52 jardas.

Mas não foi nenhuma dessas jogadas que Ron Rivera considerou como mais importante do jogo. Na única interceptação de Cam Newton na partida, foi Ted Ginn que deu o tackle no CB Patrick Peterson.

“Provavelmente pra mim, a jogada da partida foi quando Newton errou o alvo para o Ed Dickson indo na rota seam. Patrick Peterson teve a oportunidade de retornar e Ted Ginn Jr. o pegou por trás. Aquilo deu a oportunidade de causarmos o próximo turnover com o Coleman.” disse o técnico Ron Rivera.

Caso Patrick Peterson tivesse conseguido retornar a interceptação, o jogo teria ficado 24-14 e o momentum do jogo poderia ter ido para os Cardinals.

“A Panther Nation, Ron Rivera, Dave Gettleman, Jerry Richardson e até mesmo o Cam Newton me deram a confiança que eu precisava, tudo que eu podia fazer agora era ir lá e jogar o mais firme que eu pudesse por 60 minutos, e foi isso que eu tentei fazer.” disse Ted Ginn.

Compartilhe

Sobre o Autor

Fã de Carolina Panthers desde 2011, Felipe é programador e se aventura como Running Back nas peladas tentando incorporar o espírito de Jonathan Stewart, mas o máximo que consegue é ser um Trent Richardson. Twitter: @lipevieira

Comente